Isolamento social fez Ratos saírem do esconderijo

Com menos lixo no chão e nas lixeiras perto dos restaurantes, os roedores estão procurando comida em outros lugares. A ausência humana, por conta da pandemia do novo coronavírus, está causando efeitos colaterais no ecossistema urbano.

Entre as mudanças mais visíveis: os ratos estão saindo de seus esconderijos. Eles estão saindo às ruas em plena luz do dia e invadindo casas em uma busca desesperada por comida.

Pessoas que nunca tiveram problemas com ratos anteriormente estão precisando lidar com os visitantes indesejados que agora invadem seu isolamento social.

Conforme determinadas colônias de Roedores perdem suas fontes garantidas de alimentos — como resíduos jogados no chão e lixeiras em parques ou lixeiras do lado de fora de restaurantes e outros estabelecimentos — começa uma briga por qualquer resto ou fonte de alimento. Alguns ratos podem até matar e comer sua própria espécie para sobreviver. Outros exploram o desconhecido, procurando novas fontes de alimento.

Se ratos famintos conseguirem farejar alimentos em sua casa, há grandes chances de eles tentarem entrar. Uma vez no interior da residência, os ratos farão o que for preciso para encontrar comida e sobreviver, eles podem roer fios e outros objetos e são transmissores de graves doenças.

Os próprios ratos podem transmitir graves doenças. Não há evidências de que eles possam ser infectados com o SARS-CoV-2, o vírus que causa a COVID-19.

De qualquer forma, agora pode ser um bom momento para melhorar a higiene e realizar uma prevenção realizando uma desratização em sua casa, assim como muitos de nós intensificamos a lavagem das mãos. Lixeiras externas devem possuir tampas seguras e bem ajustadas. Rachaduras sob portas e outras aberturas para o exterior da residência devem ser vedadas.

O risco apresentado pelos roedores é alto, portanto, vale realizar a contratação de uma empresa especializada em controle de pragas para realizar um serviço de desratização sendo ele curativo ou preventivo.

Entre em contato conosco, processos de pragas urbanas de maneira personalizada para cada ambiente.

WhatsApp: (19) 3245-0723
Telefone: (19) 3268-6200

#detecta #dedetizadora #controlepragas #sanitizacao #ambientes #desinsetizacao #casa #industria #comercio #dedetização #manejopragas #controledepragasurbanas

A Anvisa não recomenda o método fumacê ou FOG

Anvisa não recomenda o fumacê ou FOG, mas Shoppings, Prefeituras insistem em usar esse método para ‘Sanitização’

Procurando por soluções seguras e eficientes em sanitização de ambientes, shoppings, empresas, e alguns espaços públicos estão realizando os procedimentos de fumacê ou FOG, mesmo contra a recomendação da ANVISA.

Muitas pessoas e empresas estão acelerando pesquisas e melhorando processos, para oferecer um ambiente seguro e permitir o retorno das atividades, usando desinfetantes, antissépticos, desodorizantes e esterilizantes.

Apesar da ANVISA ter lançado uma nota não recomendando o uso de fumacês, muitas empresas estão realizando este tipo de procedimento para sanitizar ambientes com a intuito de combater e controlar a disseminação do novo coronavírus.

Importante ressaltar que a Sanitização de Ambientes seja realizada por empresas especializadas, com corpo técnico qualificado e capacitado na utilização de desinfetantes.

Confira resumo da nota da ANVISA:

NOTA TÉCNICA Nº 26/2020/SEI/COSAN/GHCOS/DIRE3/ANVISA

Não devem ser usados os seguintes materiais e equipamentos para desinfecção de superfícies e objetos:


– Vassouras e esfregões secos, pois as partículas contaminadas podem ser veiculadas no ar e atingir outras superfícies e objetos.

– Nebulizadores e termo nebulizadores (equipamentos utilizados no combate a insetos/pragas, que geram uma fumaça de substâncias inseticidas/agrotóxicos).

– Frascos de spray com propelente: use frascos de aperto simples.

– Os Nebulizadores/Termo nebulizadores geradores de fumaça, tem seu uso para aplicações espaciais, onde atingem insetos em voo, com partículas muito finas, que facilmente se dispersam ou derivam, podem evaporar sem tocar a superfície. Esta técnica deve estar sendo utilizada pelo impacto visual, como se fosse algo extraordinário, o volume de fumaça é muito grande e da impressão que está tratando todo o ambiente, e também pela rapidez.

A qualidade das aplicações de sanitizantes está ligada preparação e criteriosa e higienização das superfícies e locais, escolha de equipamentos e produtos adequados, tempo de exposição e medidas de controle pós sanitização.

Precisam ser definidos protocolos rígidos, contínuos e definidas atribuições por parte da Contratante e Contratada.

Aos contratantes, sejam Síndicos de Condomínios, Gestores Públicos, Diretos de Estabelecimentos de Ensino, Saúde e empresariais, devem tomar todo o cuidado ao contratar uma empresa especializada para realizar a Desinfecção ou Sanitização dos Ambientes, pois poderão ser responsabilizados por contratar leigos sem o devido treinamento, estarão assumindo o ônus dos prejuízos e danos causados a saúde, e induzirem com promessas de falta proteção.

(Fonte: ANVISA)

Entre em contato conosco, processos de sanitização personalizados para todo o tipo de ambiente, realizamos a desinfecção através da sanitização na sua empresa, indústria, comércio e residência.

WhatsApp: (19) 3245-0723
Telefone: (19) 3268-6200

O perigo da retomada das atividades após a quarentena

Muitas das cidades do Brasil estão conseguindo estabilizar ou até mesmo reduzir ou retardar o número de casos diários da COVID-19. Com isso, diversos comerciantes estão podendo reabrir seus negócios com restrições, sejam em shoppings, restaurantes, entre outros estabelecimentos que ficaram fechados por todos esses meses na tentativa de controlar o número de casos devido a pandemia.

Mais pessoas passam a circular pelas cidades e os transportes públicos voltam a ter um maior número de pessoas. Mas é preciso ter cautela, pois uma reabertura sem critério pode levar ao aumento da circulação do vírus e do número de casos registrados.

Mas afinal, estou retomando as atividades, quais medidas de segurança preciso tomar?

Cada estabelecimento precisa entender as suas características e ter consciência de como o vírus pode ser transmitido de uma pessoa para outra. Dito isso, é preciso salientar a extrema importância evitar aglomerações, além de implantar a limitação da lotação do local (visando manter um distanciamento entre as pessoas) e tornar obrigatório o uso de máscaras por todos os frequentadores do ambiente.

Muitos estabelecimentos também estão aferindo a temperatura das pessoas na entrada, para identificar possíveis infectados que apresentem febre. Além de diversos comércios, e indústrias estão adotando medidas de sanitização de ambientes para diminuir qualquer risco de contaminação.

Ao entrar em contato com uma superfície contendo o vírus ativo e levar essas partículas virais para o rosto através das mãos, uma pessoa corre o risco de se infectar.

A prática da sanitização dos ambientes ganha uma enorme importância, pois é capaz de eliminar a chance de contaminação do novo Coronavírus das superfícies, além de reduzir a quantidade de vários outros micro-organismos do ambiente, dando maior segurança às pessoas e reduzindo o risco de contaminação.

A sanitização engloba métodos físicos e químicos, como a aplicação de produtos químicos saneantes, com o intuito de eliminar os microrganismos das superfícies.

É recomendável e imprescindível que estabelecimentos realizem a contratação de uma empresa especializada e treinada para oferecer esse serviço. Aqui na Detecta Controle de pragas você confere e conhece nossos processos de sanitização de ambiente com qualidade e custo-benefício.

Entre em contato conosco, processos de sanitização personalizados para todo o tipo de ambiente, realizamos a limpeza da sua indústria, comércio e residência.

WhatsApp: (19) 3245-0723
Telefone: (19) 3268-6200

Fonte: Dr. Rodrigo Rollin Pinheiro (Pragas & Eventos)