A Anvisa não recomenda o método fumacê ou FOG

Anvisa não recomenda o fumacê ou FOG, mas Shoppings, Prefeituras insistem em usar esse método para ‘Sanitização’

Procurando por soluções seguras e eficientes em sanitização de ambientes, shoppings, empresas, e alguns espaços públicos estão realizando os procedimentos de fumacê ou FOG, mesmo contra a recomendação da ANVISA.

Muitas pessoas e empresas estão acelerando pesquisas e melhorando processos, para oferecer um ambiente seguro e permitir o retorno das atividades, usando desinfetantes, antissépticos, desodorizantes e esterilizantes.

Apesar da ANVISA ter lançado uma nota não recomendando o uso de fumacês, muitas empresas estão realizando este tipo de procedimento para sanitizar ambientes com a intuito de combater e controlar a disseminação do novo coronavírus.

Importante ressaltar que a Sanitização de Ambientes seja realizada por empresas especializadas, com corpo técnico qualificado e capacitado na utilização de desinfetantes.

Confira resumo da nota da ANVISA:

NOTA TÉCNICA Nº 26/2020/SEI/COSAN/GHCOS/DIRE3/ANVISA

Não devem ser usados os seguintes materiais e equipamentos para desinfecção de superfícies e objetos:


– Vassouras e esfregões secos, pois as partículas contaminadas podem ser veiculadas no ar e atingir outras superfícies e objetos.

– Nebulizadores e termo nebulizadores (equipamentos utilizados no combate a insetos/pragas, que geram uma fumaça de substâncias inseticidas/agrotóxicos).

– Frascos de spray com propelente: use frascos de aperto simples.

– Os Nebulizadores/Termo nebulizadores geradores de fumaça, tem seu uso para aplicações espaciais, onde atingem insetos em voo, com partículas muito finas, que facilmente se dispersam ou derivam, podem evaporar sem tocar a superfície. Esta técnica deve estar sendo utilizada pelo impacto visual, como se fosse algo extraordinário, o volume de fumaça é muito grande e da impressão que está tratando todo o ambiente, e também pela rapidez.

A qualidade das aplicações de sanitizantes está ligada preparação e criteriosa e higienização das superfícies e locais, escolha de equipamentos e produtos adequados, tempo de exposição e medidas de controle pós sanitização.

Precisam ser definidos protocolos rígidos, contínuos e definidas atribuições por parte da Contratante e Contratada.

Aos contratantes, sejam Síndicos de Condomínios, Gestores Públicos, Diretos de Estabelecimentos de Ensino, Saúde e empresariais, devem tomar todo o cuidado ao contratar uma empresa especializada para realizar a Desinfecção ou Sanitização dos Ambientes, pois poderão ser responsabilizados por contratar leigos sem o devido treinamento, estarão assumindo o ônus dos prejuízos e danos causados a saúde, e induzirem com promessas de falta proteção.

(Fonte: ANVISA)

Entre em contato conosco, processos de sanitização personalizados para todo o tipo de ambiente, realizamos a desinfecção através da sanitização na sua empresa, indústria, comércio e residência.

WhatsApp: (19) 3245-0723
Telefone: (19) 3268-6200

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *