fbpx

Cupins

Cupins

Os cupins podem causar diversos estragos nas edificações urbanas, trazendo prejuízos econômicos para os proprietários. Esses insetos parecem ser inofensivos, mas a verdade é que eles têm um alto poder de destruição, danificando livros, roupas, papéis e móveis.

Para evitar perdas, é importante saber identificar a presença dos cupins e fazer o controle no momento adequado. Apesar de existirem aproximadamente 300 espécies de cupins no Brasil, alguns gêneros deles merecem destaque, pois são as que causam maior dano no meio urbano: Cupim de Madeira Seca, Cupim de Solo e Cupim Arborícola.

Cupins de solo

(Coptotermes sp. e Heterotermes sp.)

O cupim de solo, também chamado de cupim subterrâneo (Coptotermes sp. e Heterotermes sp.) danifica estruturas nos centros urbanos e em áreas agrícolas, e inclusive destrói materiais que não fazem parte de sua alimentação. Esses cupins constroem seus ninhos no solo e também em paredes de edificações, geralmente em locais mais úmidos. Os ninhos dos cupins de solo são formados basicamente por uma mistura de fezes, saliva e solo, onde estão ligados ao alimento através de túneis. E podem estar até 300 metros de seu ponto de ataque, E a sua rainha pode viver em média 15 anos.

Cupim da Madeira Seca

(Cryptotermes spp.)

O cupim de madeira seca (Cryptotermes sp.) apresentam coloração branca e a colônia pode viver cerca de 10 anos dentro da madeira e é encontrada em molduras de quadro, portas, caixas e outros objetos feitos de celulose. Esse cupim não se desloca de uma madeira para a outra, com exceção quando existir um ponto de contato entre ambas. As infestações de novas estruturas se dão no momento pós acasalamento dos indivíduos alados (siriris ou aleluias) que deixam a antiga colônia para construir uma nova colônia.

Cupins de grama ou árvore

(Nasutitermes sp.)

O cupim arborícola (Nasutitermes sp.) é originário do Brasil e pode ser encontrado em praticamente todas as regiões. Como o seu nome sugere, esse inseto costuma construir o seu ninho em copas de árvores, mas também pode fazê-lo sobre postes e madeira, estrutura de telhados, entre outras. Esse cupim infesta todos os tipos de madeira: dura, mole, seca, úmida e manufaturada. O seu ninho é facilmente identificado por apresentar uma coloração negra.

Infestação de cupins

Não é fácil encontrar sinais de infestação de cupins, nem encontrar indivíduos vivos, uma vez que eles preferem um ambiente escuro, úmido e protegido.

É por isso que realizar inspeções regulares em busca de cupins é tão importante. Ninguém melhor do que um perito qualificado e experiente em pragas para as encontrar.

Como evitar cupins

Os cupins podem deslocar-se por baixo da terra para chegar até à sua casa, podendo entrar através de rachaduras no concreto.

Quase todas as regiões do Brasil estão sujeitas a presença de cupins, mas a boa notícia é que temos métodos de proteção contra cupins. Utilizamos dois tipos de tratamentos: Realização de intervenção química e o Sistema Sentricon* com a utilização de iscas de feromônio.

A barreira química, envolve a aplicação de um produto químico líquido no solo, sob pavimentos de concreto ou à volta de todo o perímetro do edifício. Este método pode ser utilizado em qualquer fase da vida útil do edifício.

Dicas para se proteger contra cupins

Remova madeiras armazenadas – todas as madeiras e materiais compostos por celulose que estejam armazenadas em sua casa e dos quais não necessite, devem ser removidos. Estes podem tornar-se numa fonte de alimento e num local de permanência atraente para os cupins.

Repare torneiras e canos – torneiras ou canos com fungos de água vão fazer com que os níveis de humidade do local onde se encontram aumentem, o que atrai os cupins.

Desbloqueie sistemas de ventilação – certifique-se que os sistemas de ventilação da sua casa não tenham nenhuma deficiência nem se encontram bloqueados. Isto porque os sistemas de ventilação ajudam a manter os níveis de humidade da sua casa baixos, o que é essencial para reduzir o risco da presença de cupíns.

Utilize madeiras tratadas contra cupins – especialmente no seu jardim, em canteiros, muros ou postes. Não utilize madeiras que não sejam tratadas contra cupins nestes locais, pois estas podem tornar-se numa fonte de alimento de fácil acesso para as mesmas.

Utilize suportes de aço galvanizado em cercas – se tiver cercas de madeira, deixe uma folga de 50 mm entre a madeira e o solo. Para isso, utilize suportes de aço galvanizado para elevar as cercas da superfície do solo. Caso contrário, os cupins poderão infestar as cercas sem que se aperceba.

Remova árvores mortas – as árvores mortas são um dos locais ideiais para os cupins se acomodarem. Remova-as para reduzir o risco de uma Infestação de cupins.

Certifique-se que toda a madeira utilziada na condstrução foi removida – após a construção da sua propriedade, certifique-se que toda a madeira utilizada na estrutura foi removida, pois os cupins podem atacar a mesma e utilizá-la para obter acesso à sua casa.

Que danos os cupins podem causar?

Os maiores sinais de infestação de cupins são precisamente os danos que causam na sua residência ou empresa. Apresentamos os principais abaixo:

Som oco na madeira – quando os cupins consomem madeira, comem de dentro para fora, deixando uma fina camada de madeira ou verniz. Quando bater numa madeira de uma área infestada por cupins, a mesma irá soar a oca.

Madeiras se quebram facilmente – como os cupins se alimentam da parte estrutural das madeiras, basta uma leve pressão para quebrar áreas que estejam infestadas.

Portas ou janelas difíceis de abrir – caso tenha portas ou janelas que estejam difíceis de abrir e fechar, pode ser causado pela humidade que os cupins retêm nas madeiras que infestam, o que faz com que as mesmas inchem.

Vãos e fendas – como os cupins consomem a madeira das estruturas das edificações, o comprometimento da integridade física estrutural dos mesmos podem causar rachaduras e fendas em paredes.

Túneis de terra – os cupins constroem túneis de terra para se deslocar e proteger as suas fontes alimentares. Estes túneis são difíceis de encontrar, pois vão estar escondidos nas paredes, tetos e forros.

Acha que pode ter uma infestação de cupim?

Agência:
© Copyright 2019, All rights reserved.