BLOG

Escorpiões: quase 40 mil casos em SP no ano de 2021

A epidemia de escorpiões não tem dado sinais de melhora em São Paulo. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, foram registrados 34.224 acidentes envolvendo escorpiões e 9 óbitos – até setembro de 2021.  Apesar de 2020 terem ocorrido 36.109 casos, o que significa uma ligeira queda, o problema está longe de ser solucionado. Entenda por quê.

-Saneamento básico: é comum relacionarmos fornecimento de água potável e coleta de esgoto a saneamento básico. Porém, coleta de resíduos sólidos e descarte correto de entulhos também está incluindo no saneamento básico.

A última edição do Panorama dos Resíduos Sólidos, publicado pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), mostrou que a quantidade de resíduos que segue para unidades inadequadas (lixões e aterros controlados) cresceu na década, passando de 25 milhões de toneladas/ano para cerca de 29 milhões de toneladas/ano.

-Chuvas: com a chegada do verão, o descarte inadequado de lixo, inclusive em vias de escoamento de água da chuva, propicia os alagamentos, que trazem à tona resíduos e animais que estavam até então alojados no fundo de bueiros e fossas, como baratas e escorpiões.

-Pragas urbanas: escorpiões se alimentam de muitas coisas, mas principalmente de baratas. Por isso, uma das formas mais eficazes para afastar escorpiões é acabando com seu alimento. Indicamos a dedetização regular de casas, prédios e estabelecimentos comerciais.

Conte com a Detecta para montar um plano adequado ás suas necessidades!

Telefone: (19) 3268-6200

WhatsApp (19) 3245-0723

E-mail: contato@detecta.com.br

#dedetização #desratiação #descupinização #escorpioes #pragasurbanas #biologia #meioambiente #saudepublica #campinas # valinhos #vinhedo #jaguarinua #botucatu #saobernardodocampo #gramadocampinas #baraogeraldo #industrias #residencias #condominios